Sarah D A Lynch

Site oficial da escritora Dalva Agne Lynch

Textos


1-Dalva, esoteristas afirmam que Hitler é um anti-avatar- isto existe? Há como justificar a barbárie?

Assim como os cristãos consideram Hitler um anticristo, os esoteristas o consideram um anti-avatar. O que significa isto? Significa que a sua figura se opõe radicalmente ao que há de mais sagrado no homem - aquela parte que se assemelha ao divino.

O que a maioria não percebe é que a antítese do amor não é o ódio, mas a indiferença. O ódio traz em si a capacidade de sentir, de reagir - bem como o amor. Ambos são os dois polos da emoção. A indiferença, por sua vez, é a total dissociação das emoções. Justamente por isto a lei tende a considerar os crimes emocionais com mais leniência do que aqueles cuidadosamente calculados por uma mente fria e dissociada.

Há esperança no homem que comete atrocidades movido por uma forte emoção, porque, passada a ira, o ódio, ele geralmente se mostra horrorizado consigo mesmo. O psicopata, entretanto - o sociopata -,  calcula seus atos com a meticulosidade de um artista preparando sua obra-prima. Ele tem orgulho dela. Geralmente considera-se uma criatura superior às demais, e vê seus atos como sendo grandiosos.

É aí que enquadramos Hitler. Pequeno e insignificante, consagrou-se pelos horrores cometidos, através de sua total incapacidade de sentir empatia.

A maior prova disto é o fato de que, como todo sociopata, Hitler se deixava mover profundamente pelos animais, pela música, pela pintura. Quer dizer, ele não era insensível. O que o deixava imperturbável era a criatura humana, com suas diferenças e peculiaridades. Ele não tinha empatia.

Nada disto justifica a barbárie. Não há explicação ou justificativa para o extremo mal. Há quem lhe coloque causas físicas, como alguma disfunção cerebral - e talvez seja. Para dizer a verdade, esta é a minha esperança: que a ciência avance a tal ponto que consiga, na ponta do bisturi ou do raio leiser, erradicar a falta de amor.



2- Se tudo no universo tem uma função - qual a função da mentira , da canalhice que observamos em agentes do governo Lula? Ou nada tem função, apenas a mente humna organiza e dá-lhes uma finalidade?

Aqui entramos no terreno da crença, do mito, da tradição. Há quem diga que tudo ocorre por acaso, e que a vida é uma sequência de acontecimentos absurdos. Há quem creia que um Deus amoroso guia cada um de nossos passos. Há ainda quem creia em um Ser, feminino ou masculino, que rege todas as coisas e todas as intenções do coração do homem.

Os defensores de cada uma dessas crenças estão dispostos a fazer qualquer coisa para provar verdadeiro aquilo que crêem, mas nada muda a realidade de que nenhuma delas é universal.

Há, sim, o que se conhece por Verdades Universais, e que estão presentes em cada crença, cada mito, cada tradição. Nisto, a mentira e o engodo se enquadram como coisas nocivas e danosas. Agora, o que muda de acordo com as diferentes formas de sociedade humana, é o que se enquadra dentro da definição de mentira e engodo.

E é aí que os diversos tipos de sociedades humanas se desgraçam - a maneira como interpretam esses dois conceitos. Veja que, no comunismo de Lenin e Stálin, o filho que entregasse os pais ao Estado era considerado herói; no nazismo, o vizinho que entregasse judeus ou ciganos era condecorado.

Quanto a nós, o Brasil consagrou o famoso "jogo de cintura" a um nível de qualidade nacional. E daí olhamos para as barbáries do governo e nos assombramos! Ora, o que fazem nossos dirigentes corruptos, a não ser um aprimorado jogo de cintura? Não são desonestos, segundo nossos torcidos conceitos - são espertos! E, ao invés de serem vilipendiados pelos seus pares, são secretamente invejados. A maior prova disto é o fato de que cada um dos oponentes do governo, ao subir ao poder, comete exatamente as mesmas barbaridades.

No entanto, quando nos distanciamos da realidade nacional, e contemplamos o lamentável espetáculo da nossa política sob a luz das Verdades Universais, podemos perceber a enormidade das distorções morais com as quais temos que conviver dia a dia.

Uma pessoa honesta se horrorizaria, e buscaria meios de lutar contra a canalhice.

Uma pessoa normal, entretanto, busca por meios de lutar para que lhe caia do alto o precioso momento em que poderá finalmente participar do banquete dos poderosos.

Afinal, mentira e engodo são as qualidades essenciais para ser-se herói na nossa sociedade do "jogo de cintura". Não é para menos que Pedro Bial chama a moçada do BBB de "nossos heróis"... Pobre país o nosso, que vê herói como sendo aquele que se torna milionário vencendo um joguinho de TV...


3-Alguns esoteristas dizem que o sr Lula seria uma reencarnação de Napoleão, de Getúlio Vargas, enfim, existe isto? Por que Lula não consegue ser Lula e não outro personagem? Como vc vê essa embromação?

Buscar razões para o canalhismo atribuindo-o a alguma espécie de genética social ou espiritual faz parte da ignorância da humanidade. Cada homem nasce com seu próprio cabedal de qualidades e falhas, e a maneira como age, através de suas escolhas, depende das circunstâncias e condições sob as quais foi criado. Quer dizer, cada um se torna herói ou canalha através de suas próprias escolhas, ainda que traga uma bagagem genética inerente, e tenha crescido sob estas ou aquelas condições.

Não tenho a mínima idéia se Lula é reencarnação deste ou daquele. O que sei é que ele está aqui agora mesmo, ele é ele e não Napoleão ou Getúlio, e sua forma de canalhice não tem nada a ver com nenhum dos dois. Lula é um produto nacional. Afinal, Getúlio, sendo gaúcho, tinha uma bagagem européia muito grande. A canalhice de Lula, entretanto, é a mesmíssima do sujeito que joga lixo no rio, faz xixi no corredor do metrô e enfia o shampoo no bolso e sai sem pagar porque "ninguém está vendo e o dono da loja é rico".

Lula é aquilo que todo pobre e ignorante mais almeja - chegar ao topo sem estudar, sem trabalhar, apenas com uma boa lábia. Lula é o "jogo de cintura" elevado ao grau de perfeição.

Para dizer a verdade - nem Getúlio nem Napoleão conseguiram tal façanha.


4-Qual a conselho que vc daria aos esoteristas que amam o comunismo, ou, o que é pior, aceitam este governo pq acham-no diabolicamente divino?

Só se dá conselho a quem os quer. Além disto, para quem ainda vê o comunismo com os rosados óculos do romantismo do século passado, não há como tentar mostrar a realidade.

"Não me confunda com os fatos! Minha mente está feita." - é a posição do comunista. De nada serve mostrar uma Cuba destruída por décadas de comunismo; uma Rússia cuja economia está se levantando pela força da máfia, já que o comunismo corroeu todas as suas reservas; uma China que, aos poucos, abandona os padrões comunistas para se abrir ao ocidente, talvez por temer um fim como o da Rússia.

Não - o jovem brasileiro ainda gruda aquela foto de Che Guevara na parede de seu quarto, e sonha com as glórias de um regime político o qual, segundo os fatos que ele se recusa a ver, leva apenas à miséria, à falta de progresso e à ignorância.

Não vejo solução alguma enquanto professores, pastores, padres, pais, chefes, todos eles bombardeiam a mente do jovem com idéias descabeladas de uma sociedade utópica, na qual ele pode prosperar e realizar-se apenas se aperfeiçoar-se no... "jogo de cintura".


foto do Senado, retirada do Blog Resistência Democrática
Sarah D A Lynch
Enviado por Sarah D A Lynch em 24/03/2008
Alterado em 21/03/2009
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Endereço da autora na REBRA